<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
20 mai 2021

Uso combinado de 5G, IoT, Big Data & AI: impulsionando novos modelos de negócios

Com a jornada da transformação digital no mercado empresarial, tecnologias como 5G, IoT, Big Data e Inteligência Artificial vêm ajudando e incentivando a criação de novos modelos de negócios e novas aplicações.

Com a conectividade sendo o novo padrão, entender uma infraestrutura que abraça todas essas soluções apoia a transformação cognitiva das empresas. E mais do que os dados por si só, a combinação dessas tecnologias permite a entrega de mais inteligência às companhias

Assim, será possível testar diferentes modelos de negócios de forma mais rápida e com custo baixo, para depois escalar uma solução ou serviço. Como bem disse Angelo Guerra, vice-presidente da NEC no Brasil, no painel do Futurecom:

 “A colaboração passa a ser cada vez mais estratégica nesse novo contexto. Costumo dizer que o 5G não será somente uma evolução das telecomunicações, mas sim uma revolução para a sociedade. Para isso, precisamos de todas as partes trabalhando juntas”.

O futuro da conectividade corporativa 

O futuro da conectividade corporativa será marcado pela combinação de tecnologias como 5G, IoT, Big Data e Inteligência Artificial e a ampliação de diferentes tipos de integrações. Uma vez que, o 5G permitirá até 100 vezes mais equipamentos conectados do que o 4G permite.

Isso significa o volume de um milhão de dispositivos conectados em um quilômetro quadrado. Algo proporcionado devido à alta velocidade do 5G e baixa latência, entregando uma resposta mais rápida aos usuários — seja no chão de fábrica, para máquinas, carros autônomos ou durante cirurgias.

O volume de dados criado por conexões IoT globais já atingiu 13,6 zetabytes em 2019 e está previsto que chegue a mais de 79 zetabytes até 2025, segundo o Statista de 2020.  Ou seja, o que se espera é que haja uma rápida transformação digital com um potente crescimento de tráfego de dados. 

Para isso, tem-se muita contribuição da internet das coisas (IoT), um mecanismo de conectividade entre os mundos digital e físico por meio de uma rede de sensores. Vale destacar também a adoção de Big Data que, em 2019, era de 52,2% e mais 38% das organizações pretendiam usar a tecnologia no futuro.

E as organizações menores?

No que diz respeito aos Pequenos e Médios Negócios (PMEs), é importante considerar a contribuição da internet das coisas (IoT). Por se tratar de um segmento que, em geral, não possui um departamento grande de TI ou possui profissionais especialistas da área, as operadoras poderão levar a conectividade a um novo nível.

Ou seja, espera-se que as operadoras possam assumir esse papel nos PMEs e possibilitar geração de dados e insights que agreguem valor de negócio e sirvam para tomadas de decisão e desenvolvimento. 

A estimativa é que haja ampla adoção de 5G, IoT, Big Data e Inteligência Artificial para o aprimoramento de diversas frentes e impulsionamento do meio corporativo para um futuro mais inteligente. 

Algumas mudanças como informações e ofertas sob demanda, segurança mais inteligente e nítida, espaços mais inteligentes e automatizados, entre outras, são esperadas.

5G, IoT, Big Data e Inteligência Artificial

Entre as tecnologias com potencial de aproximar cada vez mais o meio corporativo rumo a um futuro mais inteligente e automatizado estão: 5G, IoT, Big Data e Inteligência Artificial. Por isso, entender sobre suas principais características e performances é essencial.

Rede de 5ª geração

A nova rede de telefonia móvel promete marcar o meio corporativo e também clientes finais com uma gama de características superiores à sua antecessora. O 5G é uma rede de internet móvel que oferece taxas de dados muito mais altas, baixíssima latência (menos de 1 milissegundo de resposta) e maior número de dispositivos conectados..

Um dos objetivos dessa tecnologia é promover melhorias e ampliar as possibilidades à Internet das Coisas (IoT), além de potencializar os serviços de comunicação, com ultra banda larga, navegação mais rápida, estabilidade em conexões, maior cobertura, entre outros benefícios.

IoT

A Internet das Coisas (IoT) já se encontra presente em nosso cotidiano, como no rastreamento de veículos, gestão de frotas, relógios que medem batimentos cardíacos, enfim, inúmeras soluções de automatização que vêm aprimorando as indústrias e impactando na vida do cliente final.

O IoT diz respeito a uma rede de objetos físicos que utilizam sensores, softwares e outras tecnologias para se conectar, receber e enviar dados a outros dispositivos. A estimativa é que haja maior índice de conectividade e que o número atinja 22 bilhões até 2025.

Big Data

O termo diz respeito a conjuntos de dados muito grandes e/ou muito complexos. É usado para análises preditivas e métodos de manipulação de dados em grande escala. 

Ao adotar as abordagens do Big Data, as empresas precisam contar com um armazenamento robusto, pois o nível de processamento é altíssimo, possibilitando muitas habilidades analíticas para as tomadas de decisão. A estimativa é que até 2022, o mercado global de Big Data chegue a 274,3 bilhões de dólares.

Inteligência Artificial (IA)

A IA está relacionada a um conjunto de várias outras tecnologias e métodos computacionais. É uma das tecnologias baseada em dados mais usadas e que possui tendência de crescimento rápida. Em 2019, a quantidade de uso da IA subiu para 37%, representando usabilidade em mais de uma a cada três organizações.

Um exemplo de uso está no atendimento online, no qual as empresas tiveram a possibilidade de oferecer aos clientes serviços personalizados. Há também o setor da saúde, que vem se beneficiando cada vez mais da aplicação, como no uso de aprendizagem de máquina para fornecer diagnósticos de forma mais rápida e assertiva.

Ou seja, a adoção dessas tecnologias, como o 5G, IoT, Big Data e Inteligência Artificial, entre outras, evidencia como o mundo já está caminhando para abraçar de maneira sólida a transformação digital, criando, inclusive, um novo conceito de negócio, a “companhia cognitiva”.

Por fim, vale destacar a atuação da NEC na orquestração desse novo mundo, cujo objetivo principal é apoiar as empresas quanto a encontrarem o potencial da tecnologia de acordo com os objetivos de seus negócios. Se tiver mais dúvidas sobre o nosso serviço, clique aqui e saiba mais!

New call-to-action

Nova call-to-action

Assine aqui!