<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
21 nov 2023

Transformando indústrias com redes privativas: Uma Visão NEC para os próximos passos

Vivemos em uma era marcada pela crescente importância da conectividade, onde as redes desempenham um papel fundamental na integração de empresas e na transformação digital.

A rápida evolução tecnológica, impulsionada pela demanda por comunicação instantânea e acesso à informação em tempo real, está remodelando o panorama das redes corporativas, apresentando oportunidades significativas para empresas e operadoras.

Assim, as empresas estão reconhecendo cada vez mais o potencial de redes privativas para otimizar processos, melhorar a colaboração e oferecer serviços inovadores aos seus clientes finais. Um fator que impulsiona operações em rede para uma maior velocidade, baixa latência e segurança, tudo isso a serviço do core business.

Neste conteúdo, vamos apresentar nossas percepções sobre essa inovação e você vai entender como nos posicionamos para oferecer soluções práticas às empresas.

A discussão que propomos aqui tem como base a participação de José Renato de Mello Gonçalves, presidente da NEC, no painel “Redes Privativas: A grande virada de chave para a conectividade das empresas e de cidades mais conectadas e digitais?” da Futurecom 2023.

 

Importância das aplicações para impulsionar o crescimento das redes privativas

O presidente da NEC, José Renato de Mello Gonçalves, destaca o papel crucial das aplicações na adoção bem-sucedida de redes privativas, enfatizando que o crescimento exponencial dessas redes está intrinsecamente ligado à presença e diversidade de aplicações disponíveis.

Em suas palavras:

"Uma coisa fundamental para a implementação das redes privativas são as aplicações. Quanto mais aplicações, mais teremos redes privativas. Hoje não temos a gama de aplicações para todas as verticais, mas temos muita coisa, mas a tendência é que isso vá aumentando exponencialmente."

A importância das aplicações das empresas é crucial para impulsionar o crescimento das redes, especialmente no contexto das redes privativas. As aplicações desempenham um papel central ao determinar a utilidade e a eficácia de uma rede, influenciando diretamente sua adoção e expansão. Algumas razões destacam essa relação fundamental:

Atendimento às necessidades específicas

Os projetos de redes privativas são desenvolvidos para atender às necessidades específicas das empresas em diferentes setores. Afinal, uma rede que suporta aplicações adaptadas às demandas específicas de uma empresa tem mais probabilidade de gerar impactos positivos na rotina e nas operações.

Eficiência operacional

Como citado acima, aplicações de redes bem projetadas e integradas podem melhorar significativamente a eficiência operacional de uma empresa. Portanto, redes privativas que suportam processos internos resultam em operações mais suaves, redução de custos e melhorias gerais no desempenho empresarial.

 

Inovação e competitividade

A implementação rápida e eficiente dessas redes permite que as empresas se destaquem em seus mercados, impulsionando a inovação e a competitividade. Isso, por sua vez, ajuda a impulsionar novos projetos e a expansão das redes privadas.

 

Segurança e confiabilidade

Softwares empresariais frequentemente lidam com dados sensíveis. Uma rede privativa robusta é essencial para garantir a segurança e confiabilidade na transmissão desses dados. A experimentação com essas inovações possibilita estudar como oferecer os mais altos padrões de segurança.

Expansão e escalabilidade

À medida que as empresas crescem, a capacidade de escalar a infraestrutura de rede para acomodar um maior volume de dados e usuários é vital; ou seja, a escalabilidade mostra-se um elemento indispensável para o crescimento contínuo da rede privativa.

 

Desafios na demonstração de retorno financeiro

A demonstração de retorno financeiro em investimentos em redes privativas pode ser um desafio significativo para clientes, operadoras e integradoras. A novidade dessas tecnologias, somada à necessidade de justificar o investimento, muitas vezes cria obstáculos para a adoção rápida e generalizada. Alguns dos desafios mais proeminentes incluem:

  • investimento inicial elevado;
  • tecnologia nova;
  • justificativa do retorno financeiro a longo prazo;
  • adaptação às mudanças.

Como contraponto, é crucial reconhecer que os retornos nem sempre são exclusivamente financeiros. Em setores como a saúde, a implementação de redes privativas pode trazer benefícios significativos para a sociedade e para os prestadores de serviços. Por exemplo, habilitar exames remotos com 5G privado gera melhor atendimento, diagnósticos mais rápidos e acessibilidade a cuidados de saúde em locais remotos.

Sobre essa questão, o presidente da NEC diz:

“Como a gente consegue esse business case gerar um retorno concreto? Em muitas vezes não é fácil, porque é tecnologia nova, aplicações novas. Então, a gente traz pilotos, traz algumas premissas que a gente vai ter que confirmar na prática. Acho que esse é um grande desafio, a conta tem que fechar, e a gente talvez ainda não tenha escala para ter competitividade das soluções, com valores mais agressivos. Com mais aplicações, mais empresas adotando, essa escala virá, e tudo isso vai se tornar mais fácil. A outra coisa é: será que a gente precisa começar com 5G? O 4G não seria o suficiente para a aplicação que precisamos? Talvez uma rede LoRa* seja o suficiente. Aí isso vai obviamente evoluindo com o tempo.”

*LoRa é uma tecnologia de radio frequência que permite comunicação a longas distâncias (em áreas urbanas 3-4 Km de alcance, e em áreas rurais, até 12 Km ou mais), com consumo mínimo de energia.

 

O papel do integrador na adoção de redes privativas

Os integradores desempenham um papel crucial na adoção bem-sucedida de redes privativas, atuando como intermediários essenciais em um ecossistema complexo e em constante evolução. No contexto da NEC, esse papel é ainda mais destacado, pois a empresa se apresenta como um integrador líder, proporcionando soluções personalizadas para empresas em um cenário fragmentado.

A NEC atua como facilitadora, conectando as necessidades específicas das empresas com as tecnologias emergentes. Ao agir como um integrador especializado, a NEC simplifica a tecnologia associada à implementação de redes privativas, oferecendo soluções sob medida que maximizam o potencial das empresas.

“Se a gente pensar que não é o core business da empresa operar essa rede, se a gente pensar nessa complexidade, fragmentação de soluções de diversos fabricantes, é muito difícil a empresa fazer essa operação, ela não vai conseguir fazer essa especialização de todas essas soluções que fazem parte desse ecossistema. Com certeza, fazer parte de um outsourcing disso, contratar uma empresa que faça essa integração, é fundamental.” - Ressalta o presidente.


Achou o conteúdo interessante? 

Converse com nossos especialistas e saiba como podemos ajudar a sua empresa hoje!

Inscreva-se e receba mais conteúdos como este!