<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
09 dez 2021

Redes Privadas e IoT no ambiente 5G: Levando automação para todos os espaços

O mercado de redes abertas no Brasil está em plena expansão. Isso, em grande parte, está sendo possibilitado pelo 5G. Para se ter ideia do potencial, segundo o Ministério das Comunicações,  a quinta geração de internet pode resultar em mais de U$ 1,2 trilhões ou 6 trilhões de reais, além disso, espera-se que o primeiro leilão de 5G arrecade aproximadamente R$ 49 bilhões, sendo 80% desse montante a ser destinado para investimento em infraestrutura.    

Outro dado relevante é de um relatório da Juniper Research, o qual mostra que o 5G vai impulsionar o uso de redes privadas em todo o mundo. A expectativa da consultoria é que os investimentos anuais em hardware e serviços de rede passem para US$ 12 bilhões até 2023, um aumento de 116% quando comparado aos US$ 5,5 bilhões esperados para 2021. 

Nesse contexto, as redes privadas têm uma participação essencial, no sentido de levar todo o potencial da conectividade com baixa latência e alta taxa de transmissão em ambientes onde seria muito difícil levar as tecnologias tradicionais, como agronegócio, saúde, instalações críticas, indústrias e muitos outros. 

Isso sem contar a utilização de recursos como a IoT, que proporcionam automação e mais inteligência de negócios em todos os sentidos, bem como a expansão da conexão para a sociedade em geral. Acompanhe alguns aspectos importantes deste novo cenário.

Redes 5G: criação de valor para a sociedade 

Quando se fala de tecnologia, normalmente o usuário de ponta fica distante. No entanto, empresas como a NEC buscam gerar valor também para a sociedade. Nesse sentido, a rede privada tem uma participação interessante relacionada a conseguir levar o 5G em locais onde seria muito difícil chegar com as tecnologias tradicionais. 

Como exemplo podemos citar o setor de mineração, onde será possível utilizar robôs para atuarem em espaços de alta periculosidade, enquanto o indivíduo passa para a posição de controlador. Existem inúmeras possibilidades em relação ao uso da tecnologia, tendo o ser humano como o centro das decisões. 

Liberdade para cocriar um mundo mais conectado

Outro ponto relevante sobre a relação das redes privadas e IoT está na flexibilidade e possibilidades que esse novo ambiente possibilita, abrindo espaço para uma série de modelos de negócios. Há uma série de abordagens que podem ser utilizadas pelas organizações, como modelos híbridos, privados ou públicos, oferecendo escolhas mais focadas nas necessidades das empresas sem que fiquem presas a apenas uma opção. 

Há espaço para inúmeras possibilidades no Brasil, um país criativo e complexo que exige um nível de segregação que pode ser atendido dentro de modelos diversos. Para isso, fornecedores criam parcerias de negócios para oferecer soluções eficientes e que estejam de acordo com as necessidades de automação e conectividade de cada setor. 

A NEC, por exemplo, atua com cocriação junto a grandes players do mercado, o que permite a construção de relações com operadoras e vendors para desenvolver soluções altamente inovadoras e flexíveis, criando conectividade para um número muito maior de lugares. 

Com o 5G, será possível elevar a amplitude e capacidade do IoT e as redes privadas nos mais diversos setores, trazendo operações mais seguras, eficientes e, principalmente, com menos custos.

Subscreva aqui!