<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
07 jun 2022

Redes de transporte abertas de ponta a ponta na era 5G

O 5G vai acelerar a capacidade de processamento e troca de dados dentro das empresas. Veja como isso é importante para seu negócio

Um dos fatores mais notáveis da transformação digital está ligado ao crescimento do volume de dados coletados, processados e transmitidos por indivíduos e empresas. Com um número crescente de dispositivos conectados e inteligentes, o ecossistema digital está mais rico do que nunca; com a entrada em funcionamento do 5G, a tendência é de uma aceleração ainda maior deste crescimento.

Isso porque a nova geração de conectividade celular, em seu formato ideal, permitirá troca de dados em uma velocidade inalcançável anteriormente, abrindo novas possibilidades de aplicações de analytics, inteligência artificial, machine learning, redes neurais e muito mais. Contudo, para que se atinja este formato, é importante olhar para um aspecto crítico da tecnologia: a rede de transporte.

Neste contexto, a rede de transporte se refere ao macroambiente de transmissão de dados, a malha que atua como meio por onde eles transitam. Atualmente, a rede celular é majoritariamente projetada para a tecnologia 4G, sendo adaptada para o compartilhamento com o 5G no formato DSS (Dynamic Spectrum Sharing). Para que se atinjam os níveis esperados de velocidade, por outro lado, é necessária uma evolução desta rede, com estruturas dedicadas para a nova geração, no formato SA (Standalone), algo que exige planejamento e investimento de diversas entidades.

E mais: além do desafio da rede de transmissão, também existem questões ligadas à arquitetura de processamento e da própria topologia de rede dentro das empresas, que precisam estar prontas para extrair o máximo dos novos níveis de desempenho da rede celular. Similarmente, as aplicações também devem ser atualizadas de modo a atuar com um volume muito maior de informações, mantendo-se efetivas e relevantes dentro deste novo contexto de hiperconexão e máxima convergência digital.

Os desafios além da velocidade

Se a estrutura física deve ser reimaginada para que possa trazer à tona uma nova fase da transformação digital, ela não é a única que requer atenção na nova era. Com mais dados gerados e em trânsito, a segurança passa a ser ainda mais central para os gestores de tecnologia e do negócio como um todo. As aplicações precisarão seguir conceitos de security by design, e os ambientes precisarão contar com proteção multicamadas de fim a fim, garantindo visibilidade e poder de remediação rápida e precisa para os gestores do ambiente.

Prover esse nível de segurança, porém, pode ser difícil para uma só organização, por uma questão de expertise; a solução, portanto, está em reunir empresas especializadas para fornecer soluções integradas e efetivas para o ambiente como um todo. No Telco Vision Forum deste ano, Roberto Murakami, gerente geral da NEC para a Unidade de Negócios de Service Provider, apontou que “Uma operadora não consegue sozinha implementar fim a fim, uma provedora também não. A solução deve ter vários atores participando dessa solução. E estamos chamando este conjunto de atores de ecossistema, uma gama de players fornecendo parte da solução para compor aplicações que sejam matadoras, isso o que chamamos de redes abertas”.

Vale uma ressalva que não existe solução perfeita, assim como não existem sistemas ou ambientes invioláveis. Assim, é importante entender que, para um uso efetivo e seguro de tudo que o 5G pode proporcionar, é fundamental traçar uma estratégia completa de adoção desde o princípio. Isso inclui entender as necessidades atuais e futuras, alocar uma verba razoável para os devidos investimentos, criar e divulgar uma política clara e criteriosa de segurança e envolver os diversos stakeholders no projeto de transição para a nova geração. Com estes cuidados, as organizações poderão ter ganhos enormes em performance, sem sofrer com as ameaças emergentes e as consequências legais de incidentes relacionados a seus dados e a de terceiros.

Conte com a NEC para surfar a onda do 5G

Com mais de 50 anos de experiência em redes de transporte e uma história centenária pautada na inovação e na excelência, a NEC está presente em mais de 150 países, com mais de 100 clientes operadoras ao redor do mundo. Além de fornecer partes equipamentos, ela também integra soluções, atuando de forma completa para trazer resultados expressivos para clientes e para a sociedade como um todo.

No mencionado evento, Roberto aponta que “No mundo de 5G e sua evolução, é bem claro que ninguém pode fazer tudo sozinho. O 5G trará muitas oportunidades para o avanço da sociedade, mas ninguém pode fazer uma solução sozinho,  salvo em casos esporádicos. No geral, as empresas precisarão de parceiros para realizar isso. Openness e Automação serão fatores-chaves para o sucesso disso. De outra forma, você ficaria ligado a um fornecedor, a uma tecnologia, a um vendor. Redes abertas, automáticas vão ser fundamentais para obter sucesso”. Diante disso, a NEC reforça seu compromisso em trabalhar por um mundo cada vez mais conectado, integrado e seguro.

Subscreva aqui!