<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
12 ago 2021

Integrações tecnológicas: o futuro da indústria na adoção da 5ª geração de rede móvel

Um novo cenário está sendo construído em frente aos nossos olhos na área de telecomunicações. Se antes a pergunta a ser feita era “será que o 5G chegará?”, hoje nos questionamos: “como explorar a era além do 5G para a integração dos mundos físicos e digitais?” 

Com o rápido avanço tecnológico, soluções como Inteligência Artificial e Internet das Coisas passaram a ter papel central no desenvolvimento de um ecossistema aberto, automatizado e virtualizado com 5G e Open RAN. 

Recentemente, as principais inovações tecnológicas do mercado móvel pautaram como a indústria está se preparando para adotar a quinta geração de rede móvel em toda sua totalidade, habilitando um mundo mais conectado. 

Futuro da telecom: Uma jornada para a digitalização com o 5G 

Nos últimos anos, o setor de telecomunicações se manteve isolado das tendências de virtualização vistas e propostas com o uso cada vez maior da cloud. Movidos pela praticidade da nuvem, empresas focaram sua atenção para essa tecnologia, no entanto, isso não apagou a necessidade de contar com redes confiáveis para o funcionamento de Data Centers e sistemas legados, principalmente em um momento em que o edge computing tem se destacado como solução para levar a estrutura dos DCs para mais perto do usuário. 

Este fato, acende uma luz para o caminho a ser tomado: compor um terreno comum onde as redes físicas e 5G serão utilizadas em conjunto para fornecer a jornada para a digitalização das empresas e sociedade com uma sólida infraestrutura com alta disponibilidade e segurança. 

Visão NEC: Co-criando valores para a orquestração de um mundo mais brilhante 

A NEC tem apresentado a sua visão para o mundo 5G, considerando tecnologias baseadas em interfaces, arquiteturas e padrões abertos, explorando os novos projetos e destacando nosso compromisso como um importante player na implementação de Open RAN no mundo. 

E o que tem sido abordado confirma os planos da NEC com o lançamento da solução de OPEN vRAN 5G fim a fim, incluindo não só a unidades de antena ativa (AAS- Active Antena System) com tecnologia mMIMO de 96 e 192 elementos, mas também a parte de software para DU/CU (Distributed Unit/Centralized Unit), RIC (Radio Intelligent Controller) além do RAN DO (Domain Orchestrator). 

Com isso, o oferecimento e implantação de rede aberta, nativa em nuvem e conteinerizada poderá ser realizada em diferentes locais, geografias e usos (consumidor, empresa, governo). 

O CEO da NEC Corporation, Takayuki Morita, em entrevista para imprensa latino-americana, destacou os planos da empresa para os próximos anos: "Nosso alvo e objetivo é capturar pelo menos 20% do mercado Open RAN. Penso que em 2030, 40% das redes de acesso serão Open RAN", disse. 

Uma projeção que visa defender a perspectiva da NEC em relação ao futuro em que haverá novas posições de valor no setor, habilitando parcerias de telecom com empresas de nuvem e assim permitir o fatiamento de rede para usos mais modernos da tecnologia. 

Os próximos passos da indústria se movimentam para integrar cada vez mais pessoas, máquinas e processos. Com essa perspectiva, a NEC projeta para 2022 o lançamento de uma solução para core de rede móvel 4G e 5G nativo em nuvem suportando implementações standalone (SA) e non-standalone (NSA), funcionando também no ecossistema de edge computing. 

Em adição a essa proposta, planejamos fortalecer a inovação para um mundo mais brilhante com o desenvolvimento de rede automatizada e zero-touch a partir de inteligência artificial, que permitiria eficiência energética e otimização da performance de RAN. 

Com o 5G sendo uma das prioridades das empresas de telecom, um ponto é certo: a divisão entre físico e digital está se tornando mais tênue, demandando soluções conectadas e integradas para oferecer ao consumidor uma experiência altamente conectada. 

E essa demanda exige que a cibersegurança, 5G, Open RAN, cloud computing e data centers se tornem peças de um grande jogo de tabuleiro que contém todo o potencial da indústria, cooperando para o desenvolvimento de processos inteligentes e focados em facilitar a transformação digital em larga escala.

Acesse o report

Nova call-to-action

Subscreva aqui!