<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
04 nov 2021

Por que a criação de estruturas conectadas passa pelo 5G, IoT e Big Data

Não há dúvidas que IoT e Big Data serão parte indispensável da indústria nos próximos anos, principalmente com o 5G sendo uma rede cada vez mais próxima. Entretanto, para que essas tecnologias possam ser utilizadas em conjunto, é fundamental que elas sejam orquestradas por estruturas conectadas e que permitam o seu uso com alta performance.

Se você chegou até aqui, provavelmente esteja buscando informações sobre essa integração e qual a sua importância para as operações atuais. Neste caso, chegou ao lugar certo. Acompanhe o nosso artigo, pois é justamente sobre isso que iremos falar!

Big Data, Internet das Coisas e 5G: acelerando a mobilidade no Brasil

A tecnologia 5G está cada vez mais próxima de se tornar realidade no Brasil. Inclusive, em função de diferenciais como a velocidade extremamente rápida, baixa latência e capacidade de transportar diversas conexões ao mesmo tempo, ela é cada vez mais exigida pela sociedade. 

Nesse contexto, estruturas conectadas, contendo tecnologias como o Big Data e a Internet das Coisas (IoT), são a base para o sucesso do recurso. Com sensores que conectam dispositivos, equipamentos, veículos e outros objetos à internet, possibilitados pela IoT, atrelada à capacidade analítica do Big Data em relação à uma quantidade imensurável de dados, é possível criar um ambiente altamente inteligente. 

Esse aspecto, aliás, fica ainda maior com o 5G, já que a troca e análise de informações pode ser realizada em um fluxo ainda mais rápido e seguro, principalmente num momento em que a Cloud Computing está cada vez mais presente na rotina organizacional. 

Razões para a criação de uma estrutura conectada

À medida que a internet 5G se torna mais próxima do cenário corporativo, haverá um grande salto no uso de tecnologias como o Big Data e a Internet das Coisas, transformando os processos e permitindo que eles sejam cada vez mais ágeis e inteligentes. Entre as razões para as companhias criarem uma estrutura conectada estão:

- dispositivos mais inteligentes, como os que rastreiam veículos de frota, abrem travas em entregas com reboques conforme a localização, monitoram equipamentos e supervisionam cadeias de suprimentos. Além disso, também será possível ver mais dispositivos que gerenciam tráfego e conectam equipamentos usados nos setores de saúde, energia e agricultura. Além disso, há aqueles usados no dia a dia, como wearables (smartwatches e smartbands) e veículos de passeio;  

- automação de máquinas, pois equipamentos, ferramentas e até EPIs poderão ser equipados com links de comunicação ou sensores que favorecem a comunicação e troca de informações;

- análise de dados mais rápida e próxima da origem dos dados (Edge), já que ao aumentar a eficiência e a segurança da análise de dados, os recursos do 5G impulsionarão a adoção da Edge Computing. Em contrapartida, conforme os dados se tornam mais importantes na economia digital, as empresas que a utilizam poderão se beneficiar mais de ambas as tecnologias. 

Como citamos, há uma grande expectativa para que tenhamos um novo padrão tecnológico nas organizações, habilitados pela união do IoT, Big Data e 5G. A NEC possui expertise na orquestração de tecnologia e pode ajudar a construir uma estratégia pensada nos objetivos de negócios da empresa.

Acesse o report

Subscreva aqui!