<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
22 abr 2021

O que está em jogo quando a segurança da informação não é integrada ao processo de desenvolvimento

Segurança e desenvolvimento andam juntos. É consenso entre os profissionais de tecnologia a importância da inclusão de segurança nos processos de desenvolvimento. Contudo, nem sempre esse é um conceito seguido, seja por conta de um roadmap pouco integrado, curto tempo ou até mesmo falta de expertise. 

A segurança da informação é o processo que pode garantir a defesa contra ataques de hackers a sistemas corporativos, mais proteção aos dados dos negócios e dos clientes e também o bloqueio do acesso livre de quem não esteja autorizado a ter contato com certas informações sigilosas.

Por isso, neste artigo, vamos destacar alguns dos pontos que podem ser afetados quando não há a inclusão da segurança desde o começo do planejamento do projeto. Confira!

A importância da segurança no desenvolvimento 

Com o crescente uso de aplicativos e dispositivos móveis para diversas funcionalidades, como compras online, uso de transporte do tipo Uber e táxi, para entretenimento, estudos e até mesmo para utilização de transações bancárias, os canais digitais também cresceram.

E isso influencia também em novos desenvolvimentos de sistemas com foco em tornar a experiência do usuário cada vez mais ágil. 

Nesse sentido, é importante saber que desenvolver sistemas com boas práticas de segurança pode evitar muitos problemas de segurança no futuro. Afinal, quanto mais cresce a digitalização, mais golpes podem surgir também.

Veja alguns problemas que podem ocorrer com a falta de cuidado no desenvolvimento de aplicações sem foco na segurança: 

  • Existência de bugs e portas abertas após deploy

Quando a principal prioridade do projeto está na rapidez da entrega, é muito comum que a segurança da informação seja negligenciada, sendo deixada como última fase do processo. Isso normalmente acaba resultando em tempo insuficiente para as aplicações de boas práticas de segurança, o que pode gerar problemas posteriores. 

Afinal, caso não haja atenção redobrada ao sistema de defesa contra ataques desde o começo, pequenos detalhes podem passar despercebidos e resultar em graves riscos.

Um exemplo é a possibilidade de deixar portas abertas como mecanismos de entrada para invasores, que podem ocorrer por meio de falhas de segurança na própria aplicação ou sistemas integrados a essa aplicação. 

  • Entrega dos projetos no prazo 

A ausência de cuidados mais focados na segurança da informação durante o processo de desenvolvimento também pode servir de consequência para atrasos na entrega dos projetos.

Isso é bastante comum, pois gera um movimento de ida e volta no que diz respeito aos processos, já que a equipe de segurança pode apontar possíveis problemas e os desenvolvedores precisarão destinar mais tempo para isso, podendo afetar a entrega final.

  • Controle dos processos e resultados 

Conectado ao ponto anterior, as idas e vindas que ocorrem como consequência de problemas encontrados na segurança afeta a visão do roadmap pré-estabelecido na fase de planejamento. Com isso, é mais difícil ter a certeza dos próximos passos e também do aspecto final da aplicação. 

  • Aumenta os custos totais do projeto 

Sem uma visão completa dos processos, o projeto pode começar a demandar mais tempo e recursos do que previsto, o que impacta no seu custo total.  Soma-se a isso também os gastos de lidar com ajustes não previstos após o lançamento e até mesmo com vazamentos e vulnerabilidades.

  • A imagem negativa da empresa no mercado 

Seja por conta de atraso (por exemplo, a empresa pode ter promovido uma aplicação para uma data especial), ou por conta de vazamentos e ataques cibernéticos, a imagem da organização e de seus colaboradores fica manchada em relação ao mercado. 

Isso pode levar a uma grande movimentação, podendo virar notícia de portais por um longo espaço de tempo, dependendo do tamanho do problema.

Como fortalecer o desenvolvimento com segurança? 

Considerando todos os problemas que podem surgir com a falta de segurança no desenvolvimento e outras consequências que podem ir se agravando por causa disso, é muito importante que haja o fortalecimento do sistema de defesa ao desenvolver softwares.

Como principais maneiras de incluir segurança da informação no desenvolvimento podemos citar as seguintes práticas: 

  • Realizar a integração de processos, medidas, avaliações de segurança ao projeto desde sua concepção, ou seja, pensar sua estrutura já considerando suas necessidades de defesa;
  • Contar com sistema que possui estrutura escalável para evitar fila de espera no que diz respeito à avaliação;
  • Adotar os princípios de security by design, que objetiva a aplicação de boas práticas de segurança para reduzir vulnerabilidades desde o princípio do desenvolvimento de software. 
  • Sempre avaliar os sistemas que serão integrados para garantir que não haja falhas na segurança.

Para alcançar isso, é preciso que haja a união de alguns fatores importantes. Durante todas as etapas de desenvolvimento, desde o conceito e levantamentos de requisitos até o deploy, é necessário que seja estabelecida uma frequência de fases que se relacionam e complementam umas às outras, sustentando a próxima ação.

Isso ajuda a gerar mais segurança, estabilidade e um trabalho fluído até sua finalidade ser alcançada. Além disso, vale a pena investir em um levantamento de riscos, objetivo e restrições para embasar as ações de medidas pensadas. 

Outra parte importante é a documentação, que deve ser estruturada especificando o fluxo de desenvolvimento.

Por fim, gostaríamos de destacar que essa é uma postura esperada das empresas, pois proporciona aplicações maduras, redução de custos e processos mais efetivos. 

E é nisso que a parceria entre a NEC e a Veracode atua, cujo objetivo principal é garantir o alinhamento de segurança e desenvolvimento nas aplicações. Quer saber como? Entre em contato e fale com um especialista!

New call-to-action

Nova call-to-action

Subscreva aqui!