<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
26 nov 2020

Entenda como tecnologias para a economia low touch vem impactando o setor de bancos

Diante dos últimos acontecimentos em que vivemos, diversos setores tiveram que se reinventar, criando novas formas de trabalho e novas experiências aos clientes, nas quais garantam tanto a segurança das pessoas, como a continuidade de seus negócios.

O setor financeiro também foi bastante impactado, sendo necessário se moldar ao “novo normal”, repensando processos como controle de acessos, transações e operações bancárias. Nesse contexto, os avanços tecnológicos tornaram viáveis as tecnologias para a economia low touch, no português pouco contato, ou seja, transações que evitam o contato físico, com algumas operações totalmente digitais, adaptando-se inclusive às experiências Frictionless (sem fricção). Essas tecnologias tendem a melhorar de diversas formas a experiência do usuário, entregando maior valor com soluções digitais, fundamentais nos dias de hoje.

Os temas que a transformação digital tem colocado na agenda do setor financeiro

No cenário atual, onde a transformação digital tem se acelerado, algumas soluções digitais do setor financeiro estão se tornando cada vez mais comuns entre as conversas e diretrizes desse universo. São elas:

  • Open banking: Modelo de negócio com as APIS abertas, cujos dados do cliente são compartilhados para outras instituições financeiras, mediante autorização, simplificando a comunicação entre empresas para uma portabilidade mais prática. 
  • Digital Banking: São os bancos totalmente digitais, sem agência física. Todas as transações são realizadas através de dispositivos digitais.
  • Bank as a service (BaaS): O sistema bancário como serviço é um processo fim a fim, que garante a execução completa de um serviço financeiro fornecido pela web. Esse serviço bancário digital está disponível sob demanda e opera dentro de um prazo determinado.
  • Internet banking: Trata-se de um canal para os clientes acessarem uma conta bancária tradicional por meio de um site ou aplicativo da instituição.
  • Fintech: refere-se a startups ou empresas que utilizam a tecnologia em todos seus processos, capazes de desenvolver soluções e produtos financeiros completamente digitais.
  • PIX: Um novo meio de pagamento em que as transferências e liquidações ocorrem em tempo real, de forma instantânea, independentemente do horário ou dia da semana.
  • Moeda Digital: Os bancos centrais em todo o mundo, inclusive no Brasil, aceleraram o ritmo com que buscam emitir uma forma digital da moeda fiduciária, que serão emitidos como tokens eletrônicos.

Algumas dessas soluções já existiam antes no “novo normal”, porém, se antes as pessoas tinham de alguma maneira uma certa dificuldade em aderir ao acesso digital, agora o cenário mudou. Afinal, tais tecnologias garantem que a experiência do usuário seja Low Touch, proporcionando além da conectividade, a segurança necessária. 

Todavia, para que essa segurança no mundo digital financeiro seja efetiva, é primordial contar com algumas políticas que ofereçam elementos significativos para combater crimes financeiros e fraudes, como o eKYC - electronic Know Your Customer (Conheça seu cliente eletrônico), medida obrigatória para o processo de identificação do cliente.

O processo de eKYC consiste em uma série de verificações que são implementadas na primeira fase que o cliente entra em contato com a instituição financeira, de modo a verificar se a pessoa é realmente quem ela diz ser, levando em consideração os seus documentos de identidade e a sua personificação.

Umas das soluções aplicadas nesse processo é o uso de softwares de biometria como o reconhecimento facial, no qual o cliente envia uma selfie usando sua câmera do celular para ser realizada uma análise comparativa, associando as características faciais com a foto do documento oficial. 

Conheça a solução direcionada para eKYC da NEC:

A NEC possui soluções que auxiliam as empresas nos processos de digitalização, principalmente para empresas do segmento financeiro/bancário, onde a prática de identificação e verificação dos clientes on line é um fator que, ao mesmo tempo que cria uma experiência inovadora e personalizada, tem a necessidade de estar em conformidade com leis e regulamentações, além de prevenir possíveis usuários ilegítimos e consequentemente tentativas de fraude.

Neste tipo de abordagem, nos processos de identificação “on boarding” e posterior verificação dos clientes, tecnologia biométricas e verificação de documentos podem ser aplicadas de forma integrada, podendo ser usados diferentes métodos, para a garantia da identidade do indivíduo, possibilitando o acesso aos serviços com menores níveis de risco no mundo digital. As soluções NEC para eKYC suportam a transformação digital dos processos de negócios e são baseados em tecnologias de inteligência artificial (AI) e machine learning.

Vantagens da solução eKYC:

  • Processos mais ágeis e automatizados no mundo digital, sem a intervenção de processos manuais. De forma rápida e segura, levando apenas segundos/minutos para verificação ao invés de dias em várias plataformas e dispositivos;
  • Melhoria eficiência operacional, relacionados entre outros fatores, a simplificação de processos de conformidade regulatória e de transformação da experiência do cliente.
  • Melhor experiência do usuário e menor taxa de abandono, através de processos mais ágeis de “onboarding”
  • Redução dos custos operacionais relacionados com mão de obra e manuseio e impressão de documentos baseados em papel, além de combate a redução de fraudes e perda de receitas.

Entre em contato para saber mais sobre a solução Bank ID da NEC.

Nova call-to-action

Assine aqui!