<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
07 fev 2018

Dia da Internet Segura, conscientizar é preciso!

Dia da Internet Segura, conscientizar é preciso.jpg

Seria utopia acreditar que é possível ter uma internet segura e manter os dados, pessoais e corporativos, protegidos? Diariamente, os especialistas em cibersegurança desenvolvem soluções e buscam maneiras efetivas de transformar esse desejo em realidade.

Uma iniciativa que contribui com esse objetivo é o Dia da Internet Segura (Safer Internet Day), data celebrada anualmente para conscientizar a população sobre o uso seguro, ético e responsável do acesso à rede.

Nosso desafio é grande. De acordo com o relatório Norton Cyber Security Report 2017, o Brasil possui dados preocupantes: é o segundo país que mais perdeu financeiramente com ataques cibernéticos.   Apenas no ano passado, cerca de 62 milhões de brasileiros foram vítimas do cibercrime (o que representa 61% da população adulta conectada). Já as perdas totalizaram US$ 22 bilhões! Embora os números sejam alarmantes, sabemos que é possível sim reduzir esses índices, pois parte dos ataques cibernéticos podem ser evitados quando o usuário adota medidas simples para aumentar a segurança da rede e dos arquivos.

Neste dia, queremos chamar a atenção da sociedade  para alguns cuidados que podem fazer toda diferença para o uso consciente e seguro da internet. Os riscos, como sabemos, estão cada vez maiores com o advento das redes sociais e aplicativos de mensagens, disponibilidade do e-commerce e a facilidade do acesso à internet, em qualquer lugar.

Abaixo, alguns pontos que merecem a atenção:

  • Wi-fi público: Não use o Wi-fi público ou compartilhado para compras on-line, fazer login em instituições financeiras ou acessar outros sites nos quais você precise fornecer informações pessoais.
  • Antivírus: Mantenha seu sistema operacional e seu antivírus atualizados.
  • Redes sociais e phishing: Visando roubar informações pessoais e financeiras, os hackers fazem o uso de phishings por meio de mensagens e e-mails falsos, além de ads com malware que coletam dados para futuros golpes.
  • Aplicativos de mensagens: Sempre desconfie de promoções e correntes compartilhadas. Se for algo importante, abra o navegador e digite o endereço da instituição citada, procurando a informação na página oficial.
  • Use senhas fortes: nunca use senhas fáceis de serem deduzidas (como aniversários) nem senhas padronizadas como “password”.
  • Atenção com anexos nos e-mails: principal vetor de entrada dos cibercriminosos, os objetivos vão desde roubo de senhas até instalação de softwares maliciosos. Então, antes de clicar, avalie a procedência da mensagem.
  • Limpe o cache do navegador: a cada duas semanas, limpe o histórico e o cache do seu navegador para garantir que nenhum pedaço de software malicioso ficou ligado ao programa.
  • Cuidado com as credenciais: seus dados de acesso são sua responsabilidade e, em mãos erradas, podem garantir trânsito livre de criminosos aos seus dados e à rede da empresa. Por isso, não guarde cópias de login e senha em lugares fáceis de serem achados e acessados.
  • Zele pelo e-mail do trabalho: evite cair em listas de spam utilizando um endereço de e-mail corporativo para fazer cadastros em sites nos quais tem um interesse particular.
  • Não burle as regras: se a empresa possui diversos níveis de acesso à rede e filtros a sites externos, não é à toa. Tais medidas foram aplicadas para garantir a segurança da informação. Não tente burlá-las. Um único computador infectado pode prejudicar todos os dispositivos de uma rede corporativa.
  • Conheça as políticas de segurança: leia o manual de práticas de segurança da empresa e coloque tais medidas em prática na execução de suas tarefas.

Ao aplicar essas boas práticas no dia a dia, os usuários estarão contribuindo para a construção de um ambiente mais seguro na internet. Um primeiro grande passo contra o cibercrime.

Arcon Serviços Gerenciados de Segurança

 

Conscientização dos colaboradores sobre cibersegurança

Nova call-to-action

Assine aqui!