<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
21 jun 2018

Dúvidas sobre segurança? Pergunte ao especialista (parte 2)

Como acontecem esses cruzamentos de dados na rede? De repente parece que minha vida está exposta.

 Geralmente o cruzamento de dados acontece em redes sociais, uma vez que a plataforma dispõe de informações dos usuários em seus bancos de dados realizando, assim, um cruzamento de dados. Por exemplo:

 Ambiente frequentado - Quando determinado lugar é marcado em uma postage.

 Círculo de amizade - É realizado um cruzamento de dados para saber os amigos em comum e sugerir “amizades” entre eles

 Quantidade de “likes” - Se um usuário costuma acessar determinado conteúdo ele acabará recebendo mais feeds sobre os conteúdos mais acessados.


Quais os cuidados que devemos ter com nossos arquivos pessoais em computadores e celulares. Fotos e vídeos cada vez mais são vazados. É fácil hackear qualquer coisa?

Eu sempre digo que informação é igual a dinheiro; como você guarda seu dinheiro? Você deixa ele à vista de qualquer um, ao alcance de qualquer pessoa?

Tudo que temos de informações pessoais em dispositivos como notebook e smartphones devem ser guardados com extremo cuidado, evitando deixar o acesso livre sem senhas.

 Não é fácil hackear mas sabemos que é possível. Mas para isso acontecer tem que haver um interesse por parte do hacker nas informações da pessoa. Os alvos ainda costumam ser pessoas públicas – artistas, políticos, executivos e personalidades que tenham exposição na mídia.


E as câmeras? Muitas pessoas evitam ligar ou colocam papelzinho na frente com medo de serem vigiados. O que é mito e o que é verdade nisso?

 É possível sim hackear uma câmera de computador, mas é importante avaliar o grau de interesse que um hacker teria em usuários anônimos. Assim como as fotos, o conteúdo tem um valor maior sendo de pessoas famosas.


Recentemente alguns usuários do aplicativo de relacionamento Tinder questionaram a privacidade de seus dados depois que o Facebook sugeriu algumas pessoas que apareceram ali no aplicativo como amigos. Esse é um exemplo de cruzamento de dados?

 Sem dúvida alguma que há cruzamento de dados, mas é importante lembrar que a grande maioria dos usuários não costuma ler as Políticas de Privacidade dos sites nos quais se inscreve.

 Atualmente o Tinder permite que a pessoa que deseja participar da rede social possa entrar utilizando sua conta do Facebook. Ao acessar a rede com a conta do Facebook de modo automático o Tinder pergunta se pode acessar seu círculo de amigos do Facebook. De forma instintiva (e sem ler as políticas), ao clicar “OK” para usar o Tinder o usuário ali permite que as suas informações possam ser cruzadas.

 Essas práticas acontecem quase que em todas as redes sociais, basta apenas atenção por parte do usuário no que ele permite de exposição de suas informações pessoais.

 E você, qual sua dúvida sobre segurança digital?

Arcon Serviços Gerenciados de Segurança 

 

Nova call-to-action

 

Nova call-to-action

Assine aqui!