<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1902477713099717&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Tempo de leitura 2min
NEC
08 nov 2016

12 dicas para a Black Friday

A Black Friday acontece dia 25 de novembro, época que os compradores acabam frenéticos e desatentos quanto às boas práticas de uma compra online. O fato é que enquanto procuramos boas pechinchas e grandes descontos, os cibercriminosos buscam novas vítimas. É exatamente nessa época de picos do varejo que os sites de phishing se proliferam.

Ameaças comuns nessa época

Phishing: Esse é um método que envolve o uso de email, mensagens instantâneas, postagens na mídia social, sites falsos e até chamadas telefônicas para roubar informações. Tentativas de phishing são feitas para parecer legítimas, mas na realidade, são usadas para enganar os usuários para que divulguem informações pessoais ou credenciais de login.

Adware: Esses vêm em forma de pop-ups ou links da Web que enviam anúncios sem sua permissão. Apesar de não ser inerentemente prejudicial, o adware pode exibir anúncios altamente direcionados baseados nos dados coletados por spyware. Basicamente, eles são feitos para rastrear seus hábitos de navegação na web.


Cuidados para não cair nos golpes

  1. Marque seus sites de compras favoritos
    Evite usar mecanismos de busca na hora de procurar bons negócios. Busque ofertas em sites já conhecidos e de confiança. Esse cuidado pode reduzir as chances de parar em um site falso.

  2. Sempre verifique os hyperlinks
    Para verificar a legitimidade de uma URL, passe seu cursor sobre o link incorporado antes de clicar nele. Links falsos são verdadeiras armadilhas, uma vez que os golpistas podem utilizar termos relevantes. Existem, ainda, serviços gratuitos que podem ajudá-lo nessa confirmação.

  3. Emails falsos normalmente contêm uma saudação genérica
    Esse alerta é o mais evidente. Além da saudação genérica, o endereço de email do usuário pode estar no lugar do nome.

  4. Atenção com gramática ruim ou ortografias duvidosas
    Emails legítimos não costumam ter erros gritantes.

  5. Reconheça emails elaborados de forma descuidada
    Logomarcas e layouts errados, com cores estranhas ou fora de lugar são sinais de que a mensagem não vem de uma fonte confiável.

  6. Tome cuidado com sites que pedem sua senha
    Com o intuito de aproveitar a oferta antes que ela acabe, o usuário pode incorrer no erro de informar todos seus dados.

  7. Fique longe de emails ou sites que exigem uma ação urgente
    Algumas mensagens possuem apelos “desesperados” para que o usuário clique em determinados links ou divulgue informações pessoais.

  8. Desconfie de ofertas boas demais para serem verdade
    Cuidado com produtos com preço muito baixo.
  1. Acompanhe seus extratos bancários ou de cartão de crédito
    Se descobrir que existe alguma cobrança indevida, mude imediatamente senhas e PINs de todas as suas contas e avise as administradoras de seu cartão e banco.
  1. Patches de segurança e atualizações dos navegadores
    Manter seus navegadores e aplicações atualizados pode diminuir o risco de vulnerabilidades a serem exploradas.

  2. Certifique-se de que a verificação do pedido é criptografada
    Hackers podem facilmente explorar vulnerabilidades para obter detalhes pessoais como suas senhas. Faça compras apenas em sites que usam formas de pagamento criptografadas.

  3. Conecte-se a uma rede segura
    Evite usar um Wi-Fi aberto ou público. Neles há uma maior chance dos cibercriminosos interceptarem sua conexão, obtendo acesso a informações importantes, como dados pessoais e senhas.

O entusiasmo e o caos das compras online podem deixar os compradores vulneráveis a vários golpes online. Além de seguir as dicas de segurança acima, você deve manter seus sistemas operacionais e software de segurança sempre atualizados.

Fonte: Blog Trend Micro

Nova chamada à ação

Nova call-to-action

Assine aqui!